CAUSO XV - O PRÍNCIPE QUE EMPINAVA PIPA

Ir em baixo

CAUSO XV - O PRÍNCIPE QUE EMPINAVA PIPA

Mensagem por Admin em Dom Fev 04, 2018 12:32 am

O PRÍNCIPE QUE EMPINAVA PIPA

“Ela se apaixonou loucamente por homens voluptuosos, cujos membros sexuais eram semelhantes aos de jumentos, e cuja ejaculação era como a de cavalos. Assim desejaste reviver toda a luxúria da tua mocidade, quando os egípcios apalpavam os teus seios e acariciavam todo o teu corpo para desvirginá-la” Ezequiel 23:20-21 (King James version)

A masturbação foi uns dos grandes tabus no desenvolvimento da sexualidade humana. Dentro da organização das testemunhas de Jeová, não poderia ser diferente. Para a Torre a masturbação é: Uma força poderosíssima no desenvolvimento sexual, que se for utilizada, poderá ser o portal de abertura para um modo de vida imoral. Durante décadas, no âmbito congregacional, foi-se condicionando meninos e meninas, a considerarem a masturbação como algo que afetaria a pureza de sua relação com o Criador. Tal prática deveria ser removida da puberdade de um jovem cristão. Apesar de buscarem precedentes bíblicos, jamais conseguiram equiparar o vicio solitário com a fornicação (por-ne-í-a) o que segundo os estatutos da torre é a base para desassociarão.  (Col 3:5 Matéria adicional) Assistam o video introdutorio especialmente preparado para essa ocasião!



O MENINO E SUA PIPA

Falaremos nesse Causo de um ancião que representa um tendência recente nos príncipes nos salões do reino . Seu nome é TIM*(*alguns nomes foram mudados), por causa do seu mini chip beta. Ele serve de paradigma para representar uma classe de homens recomendados que atualmente possuem idade entre os 30-40 anos. Em geral nasceram na organização e seguiram a matriz escalonada de sucesso da torre. Esse classe, viu de perto o desenvolvimento tecnológico e o fácil acesso ao conteúdo que o Éden do prazer da vida humana pode oferecer. Muitos desses sacerdotes tiveram  em suas vidas experiências pornográficas e masturbatórias. São hábeis punheteiros, peritos na arte de soltar pipa. Entretanto, por sentimentos de culpa, sempre travaram uma luta árdua com seus membros. “Eu realmente me deleito na lei de Deus segundo o homem que sou no íntimo, mas observo em meus membros outra lei guerreando contra a lei da minha mente e levando-me cativo à lei do pecado que está nos meus membros.” (Rom. 7:22, 23) É aquela batalha de cinco contra um. Para tais homens só o casamento seria a única fonte de prazer para o ser o humano. As vezes era possível um período de abstinência, alguns até mesmo conseguiam a façanha de ficar meses sem tocarem seus instrumentos, já outros não suportavam uma jornada semanal. Cada qual com o seu calvário.  

Retornando ao nosso pastor o TIM. Antes de ser designado, ele, cultiva sua sexualidade utilizando ocultamente de todas as provisões de entretenimento adulto deste sistema, sempre com aquele arrependimento pós-descascada e dor de consciência. E foi assim até chegar ao casamento. Agora auma só carne e com a terceirização da punheta advinda do casamento, abandonaria seu antigo habito de soltar pipa e passar cerol na mão? Os primeiros anos de um casamento de tjs que nasceram na verdade são desafiadores. Muita ilusão de como seria a primeira vez e a vida intima, e por isso acabam encontrando uma tremenda frustração em sentido sexual. Para o TIM, nada se encaixava-se perfeitamente e alguns dispositivos fora da proporção tornaram o acoplamento do casal da torre decepcionante. Parece que o TIM não era ungido* (*individuo dotado de mais 17cm de membro especial), isso tornava um pouco mais complexa sua atividade de fazer o que não sabia fazer.  Seu casamento continuou apesar dessa falta de conexão. Sua esposa o amava. Tiveram filhos. E finalmente ele recebe a colação de estrela máxima na congregação, torna-se um pastor, ancião congregacional, um futuro príncipe milenar.

Passam-se 'tempo, tempos e a metade de tempos' (Apoc 12:14). E o que percebe-se,  o Tim, ainda era amante do prazer solitário.
Vieram as mídias sociais. Chats, webcam e lives. Essas tornaram a variedade sensorial muito grande. A super velocidade em excitar-se. Era possível conectar-se virtualmente e visualmente ao corpo de alguém sem nenhum custo ou restrição. O que o TIM havia lutado para reprimir estava potencializado lá dentro e facilmente poderia vir a tona. Mas, agora ele era um Santo Príncipe, não podia entregar-se ignominiosamente aos desejos da carne. Contudo, como já sabemos, o desejo dos olhos e a ostentação dos meios de vida da pessoa são grandes, nosso herói, não resistiu a beleza das redes sociais e começou a adicionar as mais novinhas e gatinhas de varias congregações. O TIM curtia tudo que elas faziam e postavam, passava a madrugada online, e começou a trabalhar exclusivamente em duas novinhas que realmente eram boas frutas de aspectos desejáveis no jardim para se comer.(Gên 3:6) O Tim investiu pesado, por meses, e foi recompensado. Vieram as trocas de imagens, os primeiros nudes, pequenos vídeos,  o TIM mostrou seu mini Beta, mas de um ângulo favorável, as moças adoraram e não resistiram. Abriram a live. E começaram as transas virtuais. Tim estava entorpecido por essa nova modalidade de fazer amor. Uma delas desconfiou do truque de câmeras de nosso mestre das pipas e abandonou o barco. Porém, uma das irmanzinhas tinha esperança  em um relacionamento mais serio, e o que o TIM, fizesse uso daquelas pílulas que prometem resultados em semanas ou aquelas bombinhas que aumentam o crescimento viril.
Viciado nessa nova descoberta, passava a madrugada soltando pipa e acompanhando a produção de óleo de babosa de sua paquera. Já não tinha controle, durante o dia muito sonolento, atrasava-se ao trabalho e nos serviços da congregação lhe falta o vigor. Tinha partes para fazer. Como um jovem ancião (30-35) era bem usado. E não é que o descarado tinha a coragem de falar de pornografia e sexting! Até mandou para a cruz alguns jovens da congregação que estavam envolvidos numa surubinha do bem (todos estavam de roupas). A relação com sua paquera evoluiu para o físico, marcaram um rala coxa, foram a um motelzinho da cidade, mas o Tim resolveu apenas que a moça empinasse a sua pipa em quanto ele corria a mão no seu riachão. Agora ele estava um pouco mais experiente. O negocio do TIM era o uso das mãos mesmo. Pouca cola e muito papel de ceda.

A PIPA QUE CAIU DO CÉU
“Eu mesmo levantarei as suas vestes até o seu rosto para que
as suas vergonhas sejam expostas” Jeremias 13:26


Passam-se 'tempo, tempos e a metade de tempos' (Apoc 12:14) Um belo dia, um lindo artigo de a sentinela, toca bem fundo o coração da musa virtual. Pecados ocultos, contristando o espirito de Deus. Pelas barbas do Pastor Russel! E a novinha não suportou. Procurou os anciãos e contou as suas aventuras com um ancião casado  chamado TIM. Eles não eram da mesma congregação, apenas circuito, mas estava preparada a cena para dias de luta e para a derrocada de mais um príncipe. Rapidamente o homem que super entende (SC) foi informado. Em questão de segundos o coordenador do corpo de anciãos que ele fazia parte, foi notificado. A queda de um príncipe é um processo rápido, as vezes em 24 horas sua cabeça já foi para a degola. Precisavam conversar com o TIM. O problema que ele foi interrogado no escuro, não sabia até onde a novinha o tinha delatado. Ele foi adiantando algumas coisinhas básicas, nada que o comprometesse, foi negando algumas acusações, sempre dizia que não era bem assim e que estava sendo mal interpretando . Após a comissão da novinha, os anciãos receberam todo o material que o TIM havia deletado, cópia de muitas conversas, além de prints, vídeos e áudios com o rei da bronha em êxtase. Agora nosso guerreiro não tinha escolha, o TIM, foi arrastado para uma comissão judicativa e teve sua estrela arrancada do peito. Teve que devolver a sua espada o KS.(livro secreto dos Anciãos) . Mas TIM, não foi desassociado. Estendeu-se misericórdia, ele nunca penetrou com sua paquera, apenas passou a mão, deu uma raladinha, aquele sarrafo, mas foi só isso, ficavam a vontade mesmo eram no sexo virtual. Tim foi repreendido e voltou com uma vergonha enorme para casa. Precisava explicar todos os detalhes para sua esposa e lhe pedir perdão. Isso foi um condicional para evitar uma possível desassociação. Houve uma dúvida se a esposa dele tinha base bíblica para o divorcio, pois o ato sexual não foi consumado, estando restrito apenas a masturbação mútua. Segundo o Tim, nunca colocou a boca em lugar algum e nunca nenhuma boca foi colocada nele. A esposa de TIM o perdoou e de certa forma ela foi responsabilizada. O TIM apelou para a cabeça de baixo, um execelente recurso para os homens, disse que passava por um período de carência, sendo privado de suas necessidades e que quando ficava com a gatinha virtual era tudo tão mecânico e sem alegria. Os outros “homens” da comissão, sentiram-se no seu lugar e por empatia masculina não lhe expulsaram da congregação. Cá pra nós, a novinha do Tim era uma tremenda perdição. Daquelas que valem uma desassociação. [Pausa para suspiro e talvez outras coisas!]

Lição: Masturbação e pornografia são distintas em seu peso judicativo. Mas os magistrados da torre procuram co-relaciona-las para levarem cativos, moças e rapazes saudáveis , que encontram-se no processo de descoberta de seu corpo. Essa ditadura moral e pudorosa tornou-se um radical livre no córtex, que apegar-se-á  as janelas da imaginação , ocultando-se, adormecendo-se, contudo abrindo a mente para o desejo da experiência, e em algum momento da vida o resultado será explosão ou frustração.  Gostaria de lembrar que esse martírio não foi um privilégio apenas de nossos varões. Muitas foram as nossas irmãs que sofreram ou sofrem esse aprisionamento.  Moças que literalmente mordiam a fronha, tinham seus dedos amarrados e eram proibidas de dormirem entrelaçadas com seus travesseiros preferidos.  Tais jovens, vem travando uma guerra emocional e física. Vão estagnando seus líbidos ou estravazando num sentimento de total descontrole, que geralmente é sufocado por uma consciência pesada. São tantas as assertivas para criminalizar o prazer,artigos tendenciosos causam um conflito emocional e afligem a mente de nossos adolescentes. Fico triste quando vejo a criminalização da S.I.R.I.R.I.CA. (Sistema Individual de Recreação Íntima ao Rostir o Indicador no Clitóris e Adjacências.) Também temos os amantes da cúririca , mas sobre essa assunto não tenho conhecimento para dissertar, desculpem os transtornos, quem tiver metodologia sobre o tema pode ficar a vontade nos comentários.  

E nossos príncipes heim? Só Deus na causa! Em tempos recentes, com a descoberta de aplicativos que gravam conversas ou produzem o milagre de trazer de volta mensagens deletadas (ressurreição), estão servindo de prova material para removerem tais homens da liderança da congregação. Admito que essa fase de julgamento não é um processo fácil, mas tal fragilidade e vulnerabilidade de nosso príncipes, revelam que eles não são os melhores exemplos a seguirmos. Ainda é possível destacar a hipocrisia daqueles que se oferecem para instruir o caminho de santidade, onde na realidade estão peregrinandos na senda dos prazeres da carne. São homens físicos, que teoricamente são guiados e escolhidos por espirito santo, mas a triste realidade que não existe nada de sobre natural ou especial neles. Pecadores como qualquer um que pise nesta terra. Santo mesmo, apenas nosso Senhor Jesus o Cristo! É muito difícil como ancião cuidar de jovens que estão atormentados com a descoberta de seu próprio corpo. Para mim também assim como o TIM, a descoberta do corpo foi criminalizada. De vez em quando, tempo, tempos e metade de um tempo, eu solto minhas pipas que não sou de ferro. Agora em especial quero fazer uma petição as mulheres que protejam a sua intimidade e resguardem sua consciência. A vida de uma mulher na Torre não é nada fácil. Imagina limitar e condicionar seu corpo, aprisionando seu prazer, apenas por uma metodologia humana, não seria uma tragédia? Meninos e meninas evitem compartilharem suas intimidades com anciãos congregacionais. Sentir-se impuro pode ser um processo de negação do seu próprio corpo. O prazer é uma dadiva dada por Deus; Sim indubitavelmente!


Última edição por Admin em Qua Fev 21, 2018 2:04 pm, editado 3 vez(es)

Admin
Admin

Mensagens : 28
Data de inscrição : 15/06/2017

Ver perfil do usuário http://jwvc.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAUSO XV - O PRÍNCIPE QUE EMPINAVA PIPA

Mensagem por CONDE DE MONTE CRISTO em Qui Fev 08, 2018 1:21 pm

Previsão?

CONDE DE MONTE CRISTO

Mensagens : 7
Data de inscrição : 19/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAUSO XV - O PRÍNCIPE QUE EMPINAVA PIPA

Mensagem por Admin em Qua Fev 21, 2018 1:58 am

CONDE DE MONTE CRISTO escreveu:Previsão?

No ar!

Admin
Admin

Mensagens : 28
Data de inscrição : 15/06/2017

Ver perfil do usuário http://jwvc.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAUSO XV - O PRÍNCIPE QUE EMPINAVA PIPA

Mensagem por CONDE DE MONTE CRISTO em Qua Fev 21, 2018 1:32 pm

Que causo fascinante! Amei lê. Agora se eu fosse o Tim eu tinha afogado o ganso até o talo kkk

CONDE DE MONTE CRISTO

Mensagens : 7
Data de inscrição : 19/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAUSO XV - O PRÍNCIPE QUE EMPINAVA PIPA

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum